Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma do Diabo

Alma do Diabo

Impressões em três linhas

30.12.23
A Faixa de Gaza ocupada maioritariamente por palestinianos é governada pelo Hamas. O conflito conhecido por Israel - Palestina, é agora escrito como Israel - Hamas. Se Israel entrasse em conflito com Portugal seria Israel - Partido Socialista.   Por: Filipe Fidalgo

Televisão da política de alguidar

09.12.23
No lodo político nacional, em mais uma das dezenas de crises a prazo - que há-de terminar no surgimento de um qualquer próximo governo - há espaço para o “prime-time” televisivo ser aberto a entrevistas aos candidatos a futuros órgãos executivos. Pelo ecrã surgem alegres e sempre confiantes os putativos deputados da nossa república. Os órgãos televisivos esfregam as mãos com tanta carne pronta a cozinhar perante o olhar esfomeado dos telespectadores. Prepara-se o decoro e (...)

Impressões em mais do que três linhas

19.06.23
Como ler unicórnios com José Milhazes Houve tempos que ficava bem um Batatinha no horário da tarde na televisão. Com o eclodir da guerra, Milhazes ganhou o seu espaço e as suas horas semanais ilustram a qualidade que a comunicação social dá a temas importantíssimos. Ninguém o dispensa, fala de tudo o que tem a ver com a Rússia, como se, falar de um país que tem o tamanho de um continente, fosse falar do município da Póvoa de Varzim. Este Ronaldo do comentário também é o (...)

SATYRICON

18.06.23
Recrutamento Se és conservador, católico, bem vestido, com ideias do passado assentes numa boa capacidade argumentativa para as recriar em ambiente contemporâneo, se tens bom estatuto social, desdém a pobres, se a família é uma referência e obrigação de vida, se já tiveste alguma representação em associações, não percas tempo e regista-te no CDS - PP. Temos o orgulho de ser o partido que, em todos os principais órgãos de comunicação social, é representado por mais do (...)

O lictor no mundo contemporâneo

29.09.22
Dizer “O Estado Novo acabou com o analfabetismo infantil”, ou “Céline foi o maior mestre das letras francesas do século XX”, ou simplesmente “Antigamente é que éramos uma grande nação”, são expressões que podem facilmente sugerir uma “intenção fascista” de quem as proferir, isto na interpretação moderna que se dá à linguagem e às opiniões. Este tribunal social rege-se pela leitura dicotómica do bom/mau, admissível/inadmissível, tolerável/intolerável, (...)